A União Geral dos Trabalhadores do Estado de São Paulo (UGT/SP) realizou dia 22 de junho, no Clube dos Comerciários de Tupã, seminário estadual que discute a conjuntura atual do país, os reflexos das reformas trabalhista e previdenciária patrocinadas pelo governo e um calendário de lutas da Central para barrar essas medidas tão prejudiciais aos brasileiros. Participam 311 dirigentes de entidades filiadas.

Na abertura, Luiz Carlos Motta, presidente da UGT-SP e da Fecomerciários, agradeceu a todos pela participação e envolvimento no evento. “Contamos com o engajamento de todos os nossos filiados nesta nova etapa da UGT Estadual. O momento de crise e instabilidade do País não permite mudanças que afetem a classe trabalhadora. É preciso haver um intenso debate. Nossa Central entende que a reforma trabalhista representa forte retrocesso nas relações capital e trabalho; fere a dignidade humana, amplia as desigualdades sociais e enfraquece os sindicatos. Precisamos lutar para acabar com estas reformas e promovê-las com a prévia participação de todos”.

Ricardo Patah, presidente nacional da UGT, parabenizou Motta por valorizar o interior do Estado ao realizar o seminário em Tupã. “Não somente a Capital deve ser protagonista, mas o Interior também. Eu me orgulho de poder estar dialogando com todos vocês nesta reunião em prol da nossa unidade".

Por sua vez, Amauri Mortágua, presidente do Sincomerciários de Tupã, disse: "Na qualidade de vereador desta cidade, eleito pelos trabalhadores, espero que este seminário seja extremamente eficiente para conseguirmos traçar um plano imediato de lutas contra as reformas neoliberais".                       

O evento vai ao encontro do chamado das Centrais para as manifestações de 20 a 30 de junho, que culminará com uma nova greve geral em defesa dos direitos sociais e trabalhistas. Nesse período, o foco é ampliar a mobilização em todos os Sindicatos, cidades e Estados, reforçando o contato com deputados federais e senadores para barrar as reformas.

Além de Motta, Patah e Amauri, fazem parte os seguintes dirigentes da UGT: Francisco Xavier da Silva Filho, do Sindicato dos Motoristas de São Paulo; Rogério José Gomes Cardoso, presidente da Federação de Turismo; André Santos Filho, da Femaco; Zilda Freire Oliveira, vice-presidente do Siemaco ABC (trabalhadores em serviços, asseio e conservação); Reginaldo Breda, da Federação dos Bancários de Paulo e Mato Grosso Sul; Aristeu Carriel, da Federação da Saúde;; Edna Alves, presidente do Sindicato de Saúde de Jaú; e Leila Cristina Antonio, da Secretaria da Criança e Adolescente de Ibitinga.

O Sindicato dos Comerciários de São José dos Campos e Região esteve representado por seu presidente Eurípedes Barsanulfo Gonçalves e alguns diretores, que estão atentos a todas essas propostas de mudanças trabalhistas e previdenciárias.

R E S P O N D A

Qual assunto você quer para uma palestra?

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

reforma2.jpg
Horário de atendimento: de segunda a sexta das 8 às 18 horas
SEDE: Av. Dr. Mário Galvão, 56 - Jardim Bela Vista - São José dos Campos/SP - CEP 12209-004 - Tel.: (12) 3921.2455
SUBSEDE Caçapava: Rua Professor Lindolfo Machado, 39 - Centro - Caçapava/SP - CEP 12281-560 - Tel.: (12) 3653.4462
SUBSEDE Jardim Satélite: Rua Polar, 33 - Jardim Satélite - São José dos Campos/SP - CEP 12230-240 - Tel.: (12) 3933.4260
Copyright @ 2017 Sindicato dos Empregados no Comércio de São José dos Campos e Região. Todos direitos reservados.
Topo