O Sindicato dos Bancários de São José dos Campos sediou nesta quinta-feira (21) um encontro da União Geral dos Trabalhadores (UGT). José Silvestre Prado de Oliveira, Coordenador de relações sindicais do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE) mostrou através de gráficos e dados estatísticos como a Reforma da Previdência afetará a vida de todos trabalhadores e nos deixou o alerta: Essa Reforma NÃO é a solução!

Amauri Sérgio Mortágua, Vereador, presidente do Sincomerciários de Tupã e vice-presidente da UGT/SP nos falou em seguida e reafirmou o alerta de maneira veemente.

Várias lideranças dos Sincomerciários e da UGT estiveram presentes. O presidente do Sincomerciários de São José dos Campos, Eurípedes Barsanulfo e vários diretores, bem como o Departamento Jurídico também estiveram no evento para se aprofundar mais nestas questões tão importantes e assim poder atender de maneira eficaz a todos associados.

 

Requisitos para se aposentar

Como é hoje

É possível se aposentar por tempo de contribuição:

- Mulheres: precisam ter 30 anos de contribuição para o INSS; não há idade mínima.

- Homens: precisam ter 35 anos de contribuição para o INSS; não há idade mínima.

É possível se aposentar por idade:

- Mulheres: a idade mínima para se aposentar é de 60 anos, além de pelo menos 15 anos de contribuição.

- Homens: a idade mínima para se aposentar é de 65 anos, além de pelo menos 15 anos de contribuição.

Como vai ficar

- Mulheres: será preciso ter 62 anos de idade e, no mínimo, 25 anos de contribuição.

- Homens: será preciso ter 65 anos de idade e, no mínimo, 25 anos de contribuição

Regra de transição

Para não prejudicar quem já está mais perto da aposentadoria, haverá uma regra de transição. Quem pode? Não haverá uma idade mínima para entrar na regra de transição, mas ela não deve valer a pena para todos os trabalhadores.

Por idade

Para quem estava planejando a aposentadoria por idade, não haverá mudanças até 2019. São necessários:

- Mulheres: 60 anos de idade e 15 anos de contribuição (180 contribuições);

- Homens: 65 anos de idade e 15 anos de contribuição (180 contribuições).

A partir de 2020, a conta muda. Serão somadas seis contribuições por ano, até o limite de 300 contribuições (25 anos).

Por exemplo: em 2020, será necessário ter 186 contribuições no mínimo para se aposentar. Em 2021, a exigência passa a ser de 192 contribuições. No ano seguinte, de 198. No caso das mulheres, haverá também aumento na idade mínima. Em 2020, subirá para 61 anos. Em 2022, chegará aos 62 anos

 

Por tempo de contribuição: pedágio

Para quem espera se aposentar por tempo de contribuição, será preciso "pagar um pedágio" de 30% sobre o tempo que falta para atingir 30 anos de contribuição (para mulheres) ou 35 anos de contribuição (homens).

Por exemplo, se uma trabalhadora já contribuiu por 20 anos, segundo as regras atuais faltam mais 10 anos de contribuição. Pela regra de transição, ela terá que pagar um pedágio de 3 anos (30% de 10 anos). Então, no total, ela terá que contribuir por mais 13 anos (10 anos que faltavam + 3 anos de pedágio).

Por tempo de contribuição: idade mínima 

Além de pagar o pedágio, será preciso ter uma idade mínima para se aposentar dentro da regra de transição.

A idade mínima será inicialmente de 53 anos, para mulheres, e 55 anos, para homens. Essa idade mínima não será fixa, e vai aumentar a partir de 2020.

O aumento acontecerá a cada dois anos, subindo 12 meses por vez.

Exemplo: em 2020, mulheres precisarão ter 54 anos para se aposentar e os homens deverão ter 56 anos. Em 2022, mulheres se aposentarão com 55 anos; os homens precisarão ter 57 anos. Se o trabalhador atingir o tempo de contribuição, incluindo o pedágio, antes da idade mínima válida naquele ano, ele terá que esperar até chegar lá. Valor da aposentadoria

Para conseguir receber o valor integral da aposentadoria será preciso ter 40 anos de contribuição (leia mais abaixo).

 

Cálculo do valor da aposentadoria

Como é hoje

A fórmula de cálculo varia de acordo com o tipo de aposentadoria, se é por tempo de contribuição ou por idade.

Na aposentadoria por tempo de contribuição, o fator previdenciário diminui o valor da aposentadoria.

Quem se enquadra na regra 85/95 tem direito ao valor integral.

Na aposentadoria por idade, o aposentado recebe 70% da média salarial, mais 1 ponto percentual para cada ano de contribuição.

Nos dois casos, o cálculo é feito em cima da média dos 80% maiores salários desde 1994.

Como vai ficar

A regra 85/95 e o fator previdenciário deixam de ser usados. Após os 25 anos de contribuição, o trabalhador terá direito a 70% do valor da aposentadoria. Para ter direito ao valor integral, será preciso contribuir para o INSS por 40 anos.

Veja como será calculado esse acréscimo:

- De 25 a 30 anos de contribuição: 1,5 ponto percentual a mais para cada ano;

- De 30 a 35 anos de contribuição: 2 pontos percentuais a mais para cada ano;

- De 35 a 40 anos: 2,5 pontos percentuais a mais para cada ano, até chegar a 100%.

Por exemplo: a aposentadoria integral a que um trabalhador tem direito é de R$ 2.000. Se ele contribuiu por 25 anos, terá direito a receber 70% desse valor ao se aposentar, ou seja, R$ 1.400. Se contribuir por 30 anos, terá direito a receber R$ 1.550. Se contribuir por 35 anos, receberá R$ 1.750. Agora, se contribuir durante 40 anos, terá direito ao valor cheio: R$ 2.000.

Em qualquer caso, o trabalhador receberá pelo menos o salário mínimo ao se aposentar.

O texto não deixa claro, porém, se o cálculo será feito em cima da média dos 80% maiores salários desde 1994 ou se irá considerar todos os salários.



    

18 Jan 2018 00:05 - SECSJC
Fortalecer o Ministério do Trabalho

 

 

O Ministério do Trabalho não pode ser transformado em barganha política, como se [ ... ]

NotíciasLeia Mais...
15 Nov 2017 00:05 - SECSJC
Vitória!!!! Convenção Coletiva 2017-2018

 

 

OS COMERCIARIOS DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS CONQUISTARAM A RECOMPOSIÇÃO DA INFLAÇÃO, E MAIS [ ... ]

NotíciasLeia Mais...
27 Out 2017 18:05 - SECSJC
 Gasômetro é a campeã da XXI Copa de Futebol Society

Gasômetro é a campeã da XXI Copa de Futebol Society  

A Gasômetro foi a campeã da XXI Copa [ ... ]

EsportesLeia Mais...
20 Out 2017 12:43 - SECSJC
São José e Taubaté lideram aumento de emprego na Construção Civil

Cinco municípios da RMVale registraram o aumento no número de postos de trabalho no mês de julho, segundo [ ... ]

NotíciasLeia Mais...
19 Out 2017 14:59 - SECSJC
Natal Iluminado levará 15 dias de atrações ao centro de São José

O centro de São José dos Campos receberá, a partir do dia 15 de dezembro, uma série de atividades [ ... ]

NotíciasLeia Mais...
18 Out 2017 22:10 - SECSJC
Você não pode perder!

Acontece no domingo, dia 22, a final da XXI Copa de Futebol Society Trofeu Renê Roque. Disputam o terceiro [ ... ]

EventosLeia Mais...
18 Out 2017 11:41 - SECSJC
Igualdade entre homem e mulher poderia agregar US$ 28 trilhões ao PIB, diz relatório

A promoção da igualdade de oportunidades entre homens e mulheres poderia agregar US$ 28 trilhões [ ... ]

NotíciasLeia Mais...
18 Out 2017 11:36 - SECSJC
Voluntárias promovem bazar e desfile nesta quarta no Antoninho

As voluntárias do Hospital Antoninho da Rocha Marmo promovem bazar beneficente com desfile de moda, [ ... ]

EventosLeia Mais...

R E S P O N D A

Qual assunto você quer para uma palestra?

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

reforma13.jpg
Horário de atendimento: de segunda a sexta das 8 às 18 horas
SEDE: Av. Dr. Mário Galvão, 56 - Jardim Bela Vista - São José dos Campos/SP - CEP 12209-004 - Tel.: (12) 3921.2455
SUBSEDE Caçapava: Rua Professor Lindolfo Machado, 39 - Centro - Caçapava/SP - CEP 12281-560 - Tel.: (12) 3653.4462
SUBSEDE Jardim Satélite: Rua Polar, 33 - Jardim Satélite - São José dos Campos/SP - CEP 12230-240 - Tel.: (12) 3933.4260
Copyright @ 2017 Sindicato dos Empregados no Comércio de São José dos Campos e Região. Todos direitos reservados.
Topo