O corte de verbas no Ministério do Trabalho (MTb) pode atingir não apenas o serviço de fiscalização contra o trabalho escravo e o trabalho infantil, mas também afetar outros serviços essenciais na área, entre eles o de emissão da Carteira de Trabalho. A informação foi confirmada por duas fontes da pasta. Em julho, o MTb aprofundou as restrições orçamentárias para todas as superintendências estaduais. Na área de fiscalização, o contingenciamento é de 70% das verbas previstas no Orçamento de 2017, enquanto nos gastos administrativos, o corte impedirá a utilização de 30% do valor orçado.

Com a supressão de 70% das verbas disponíveis, as ações de fiscalização ficarão praticamente inviabilizadas. Gastos com deslocamento e alimentação dos fiscais em campo serão diretamente afetados, afetando especialmente as ações de combate ao trabalho escravo e ao uso de mão-de-obra infantil, que dependem de flagrantes e demandam um custo logístico maior. Em alguns estados, a previsão é que as ações de fiscalização sejam interrompidas já em agosto, o que o Ministério oficialmente nega.

Os cortes deverão ser confirmados pelo governo no próximo dia 30, quando for divulgado o decreto de execução orçamentária de 2017. Na última semana, já foi anunciado um contingenciamento adicional de R$ 5,9 bilhões do orçamento. No caso do Ministério do Trabalho, a previsão orçamentária de R$ 812 milhões já havia sido cortada para R$ 444,8 milhões e agora será reduzida ainda mais. Oficialmente, o MTb afirma que será possível preservar serviços essenciais, como fiscalização e emissão de Carteira de Trabalho, mas, reservadamente, técnicos da pasta admitem que o impacto negativo do arrocho nestes serviços será inevitável pela falta de verba.

— A gente tem certeza que vai começar a pipocar problema em várias áreas do Ministério porque falta grana — disse ao GLOBO um integrante do Ministério em Brasília.

Uma das áreas atingidas deve ser a emissão e entrega da Carteira de Trabalho, função essencial do ministério. Segundo essa fonte, a pasta vinha realocando recursos, por exemplo, da área de publicidade, para não prejudicar atividades essenciais. Além disso, o expediente nas Superintendências Regionais do Trabalho, que era de 12 horas ininterruptas, passou para 8 horas diárias para economizar com custeio.

Os postos do Ministério que emitem Carteira de Trabalho estão trabalhando com números determinados de emissão do documento por dia para controlar o fluxo de pedidos. A medida, explicou a fonte, tenta evitar o que aconteceu com a Polícia Federal (PF), na confecção de passaportes.

O corte na área administrativa terá impacto em áreas como Tecnologia de Informação, locação de impressoras e logística, imprescindíveis ao serviço de emissão das carteiras, além de contas de luz e água. No Rio, a depender do posto em que a carteira for requerida, a entrega do documento pode acontecer no mesmo dia ou em, no máximo, quatro dias. A superintendência fluminense já se viu obrigada a fechar quatro agências neste ano por causa do corte de verbas, e a previsão é de que o novo arrocho provoque atraso na entrega das carteiras.

— É um serviço socialmente importante. Uma pessoa mais pobre, que por vezes não pode pagar pela segunda via da identidade, ou tirar um passaporte, tem a garantia da carteira de trabalho gratuita. Atrasar este serviço pode custar uma chance de emprego a qualquer um. Quando houve o alerta pela PF de que o passaporte iria atrasar, ainda havia um apelo adicional porque as pessoas pagam uma taxa (R$ 257) pelo documento — diz outra fonte do Ministério.

MINISTÉRIO NEGA PROBLEMAS

Em nota, o Ministério do Trabalho negou ontem que seus serviços mais importantes serão afetados. “O Ministério informa que não vai suspender as ações de fiscalização dos trabalhos escravo e infantil em agosto (...). Desde o contingenciamento de verbas determinado pelo governo federal, o MTb vem fazendo gestões para readequar os recursos orçamentários de forma a impactar o menos possível áreas de atuação prioritárias, como a fiscalização e serviços ao trabalhador".

Fonte: O Globo

18 Jan 2018 00:05 - SECSJC
Fortalecer o Ministério do Trabalho

 

 

O Ministério do Trabalho não pode ser transformado em barganha política, como se [ ... ]

NotíciasLeia Mais...
15 Nov 2017 00:05 - SECSJC
Vitória!!!! Convenção Coletiva 2017-2018

 

 

OS COMERCIARIOS DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS CONQUISTARAM A RECOMPOSIÇÃO DA INFLAÇÃO, E MAIS [ ... ]

NotíciasLeia Mais...
27 Out 2017 18:05 - SECSJC
 Gasômetro é a campeã da XXI Copa de Futebol Society

Gasômetro é a campeã da XXI Copa de Futebol Society  

A Gasômetro foi a campeã da XXI Copa [ ... ]

EsportesLeia Mais...
20 Out 2017 12:43 - SECSJC
São José e Taubaté lideram aumento de emprego na Construção Civil

Cinco municípios da RMVale registraram o aumento no número de postos de trabalho no mês de julho, segundo [ ... ]

NotíciasLeia Mais...
19 Out 2017 14:59 - SECSJC
Natal Iluminado levará 15 dias de atrações ao centro de São José

O centro de São José dos Campos receberá, a partir do dia 15 de dezembro, uma série de atividades [ ... ]

NotíciasLeia Mais...
18 Out 2017 22:10 - SECSJC
Você não pode perder!

Acontece no domingo, dia 22, a final da XXI Copa de Futebol Society Trofeu Renê Roque. Disputam o terceiro [ ... ]

EventosLeia Mais...
18 Out 2017 11:41 - SECSJC
Igualdade entre homem e mulher poderia agregar US$ 28 trilhões ao PIB, diz relatório

A promoção da igualdade de oportunidades entre homens e mulheres poderia agregar US$ 28 trilhões [ ... ]

NotíciasLeia Mais...
18 Out 2017 11:36 - SECSJC
Voluntárias promovem bazar e desfile nesta quarta no Antoninho

As voluntárias do Hospital Antoninho da Rocha Marmo promovem bazar beneficente com desfile de moda, [ ... ]

EventosLeia Mais...

R E S P O N D A

Qual assunto você quer para uma palestra?

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

reforma12.jpg
Horário de atendimento: de segunda a sexta das 8 às 18 horas
SEDE: Av. Dr. Mário Galvão, 56 - Jardim Bela Vista - São José dos Campos/SP - CEP 12209-004 - Tel.: (12) 3921.2455
SUBSEDE Caçapava: Rua Professor Lindolfo Machado, 39 - Centro - Caçapava/SP - CEP 12281-560 - Tel.: (12) 3653.4462
SUBSEDE Jardim Satélite: Rua Polar, 33 - Jardim Satélite - São José dos Campos/SP - CEP 12230-240 - Tel.: (12) 3933.4260
Copyright @ 2017 Sindicato dos Empregados no Comércio de São José dos Campos e Região. Todos direitos reservados.
Topo